WordPress - Configurações do arquivo wp-config.php

WordPress - Point Comunicação Web

Postado em

30 de agosto de 2019

Última Atualização

31 de agosto de 2019

Visualizações

694

Hoje vamos falar um pouco sobre um arquivo que tem bastante influência nas configurações do WordPress.

Por ironia do destino ele não vem como padrão nas instalações do WordPress, o que acompanha a instalação padrão do WordPress é somente um arquivo de modelo chamado wp-config-sample.php, onde nos fornece uma base de configuração.

Poucos conhece o seu poder, por isso, neste post vamos passar para você alguns parâmetros que podem ser usados no arquivo wp-config.php.

Quando precisamos fazer uma conexão com o banco de dados utilizamos os seguintes parâmetros:

// ** Configurações do MySQL - Você pode pegar essas informações com o serviço de hospedagem ** //

/** O nome do banco de dados do WordPress */
define('DB_NAME', 'nomedoBD');

/** Usuário do banco de dados MySQL */
define('DB_USER', 'usuarioMySQL');

/** Senha do banco de dados MySQL */
define('DB_PASSWORD', 'senha');

/** nome do host do MySQL */
define('DB_HOST', 'localhost');

Nota: Textos dentro de /* */ ou após de // ou # são apenas comentários para propósitos informativos.

 

Definindo o nome do banco de dados

Substitua o nomedoBD pelo nome do banco de Dados, por exemplo, pointcomunicacao.

define('DB_NAME', 'pointcomunicacao');

 

Definindo o nome do usuário do banco de dados

Substitua o usuarioMySQL pelo usuário do banco de dados que você criou para a sua instalação do WordPress, no meu caso eu utilizei o seguinte usuário: usuario_pointcomunicacao

define('DB_USER', 'usuario_pointcomunicacao');

 

Definindo a senha do nome de usuário do banco de dados

Substitua a senha pela senha que definiu na criação do seu usuário de banco de dados. Neste exemplo eu modifiquei a senha para pointcomunicacao.

define('DB_PASSWORD', 'pointcomunicacao');

 

Definindo o host do banco de dados

Geralmente não é atualizado o localhost, pois, é o padrão utilizado em muitos servidores, mas se precisar alterar vou deixar um exemplo abaixo:

Substitua o localhost pelo host fornecido pelo seu provedor de hospedagem, no caso nosso parceiro LINE HOST utiliza o localhost

define('DB_HOST', 'sqlserver.news.wordpress.org');

 

Chaves de Segurança

Criadas para trazer mais segurança, as chaves são usadas para incriptar cookies criados pelo WordPress.

Você não tem que se lembrar das chaves, apenas crie chaves longas, aleatórias e complicadas – ou melhor ainda, use o Gerador de Chaves. Você pode mudar estas chaves a qualquer momento para invalidar todos os cookies existentes. Isto significa que todos os usuários terão que se autenticar novamente.

Exemplo (não use essas chaves!):

define('AUTH_KEY',         'tDK%X:>xy|e-Z(BXb/f(Ur8#~UzUQG-^_Cs_GHs5U-&Wb?pgn^p8(2@}IcnCa|');
define('SECURE_AUTH_KEY',  'D&ovlU#|CvJ##uNq}bel+^MFtT&.b9{UvR]g%ixsXhGlRJ7q!h}XWdEC[BOKXssj');
define('LOGGED_IN_KEY',    'MGKi8Br(&{H*~&0s;{k0<S(O:+f#WM+q|npJ-+P;RDKT:~jrmgj#/-,[hOBk!ry^');
define('NONCE_KEY',        'FIsAsXJKL5ZlQo)iD-pt??eUbdc{_Cn<4!d~yqz))&B D?AwK%)+)F2aNwI|siOe');
define('AUTH_SALT',        '7T-!^i!0,w)L#JK@pc2{8XE[DenYI^BVf{L:jvF,hf}zBf883td6D;Vcy8,S)-&G');
define('SECURE_AUTH_SALT', 'I6V|mDZq21-J|ihb u^q0F }F_NUcy,=obGtq*p#Ybe4a31R,r=|n#=]@]c #');
define('LOGGED_IN_SALT',   'w<$4c$Hmd%/*]Oom>(hdXW|0M=X={we6;Mpvtg+V.o<$|#_}qG(GaVDEsn,~*4i');
define('NONCE_SALT',       'a|#h{c5|P &xWs4IZ20c2&%4!c(/uG}W:mAvy<I44]t=]V<`}.py(wTP%%');

Uma chave secreta torna seu site mais difícil de hackear e acesso mais difícil de quebrar, adicionando elementos aleatórios à senha.

Em termos simples, uma chave secreta é uma senha com elementos que dificultam a geração de opções suficientes para romper as barreiras de segurança. Uma senha como “senha” ou “teste” é simples e facilmente quebrada.

Uma senha aleatória e imprevisível como “88a7da62429ba6ad3cb3c76a09641fc” leva anos para criar a combinação certa. Um salt é usado para aumentar ainda mais a segurança do resultado gerado.

As quatro chaves são necessárias para a segurança aprimorada. Os quatro sais são recomendados, mas não são necessários, porque o WordPress gerará sais para você se nenhum for fornecido. Eles são incluídos no wp-config.php por padrão para inclusão

Agora vamos partir um pouco para as opões mais avançadas de configuração do wp-config.php.

As seções a seguir podem conter informações avançadas/sem suporte, portanto, certifique-se de praticar backups regulares e saber como restaurá-los antes de experimentar em uma instalação de produção.

 

table_prefix

$table_prefix é o valor colocado na frente de suas tabelas de banco de dados.

Altere o valor se você quiser usar algo diferente de wp_ para seu prefixo de banco de dados. Normalmente, isso é alterado se você estiver instalando vários blogs do WordPress no mesmo banco de dados.

// Você pode ter várias instalações em um banco de dados se você der a cada um um prefixo exclusivo
$ table_prefix = 'r235_'; // Somente números, letras e sublinhados, por favor!

Uma segunda instalação de blog usando o mesmo banco de dados pode ser obtida simplesmente usando um prefixo diferente das outras instalações.

$ table_prefix = 'y77_'; // Somente números, letras e sublinhados, por favor!

Endereço do WordPress (URL)

WP_SITEURL, definido desde a versão 2.2  do WordPress, permite que o endereço (URL) do WordPress seja definido. O valor definido é o endereço em que seus arquivos principais do WordPress estão. Deve incluir também a parte http: //. Não coloque uma barra ” / ” no final. A configuração desse valor em wp-config.php substitui o valor da tabela wp_options  para siteurl e desativa o campo Endereço (URL) do WordPress no painel Administração > Configurações > Geral .

OBSERVAÇÃO: ele não altera o valor do banco de dados e o URL reverterá para o valor antigo do banco de dados se essa linha for removida do wp-config. Use a constante RELOCATE para alterar o valor do siteurl no banco de dados.

Se o WordPress estiver instalado em um diretório chamado “wordpress” para o domínio example.com, defina WP_SITEURL assim:

define('WP_SITEURL', 'http://example.com/wordpress');

Defina dinamicamente WP_SITEURL com base em $_SERVER [‘HTTP_HOST’]

define('WP_SITEURL', 'http://' . $_SERVER['HTTP_HOST'] . '/path/to/wordpressp');

 

COMO O ARTIGO É GRANDE VAMOS PUBLICAR UMA PARTE DELE TODA SEMANA… ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO 31 DE AGOSTO DE 2019

Gostou? compartilhe nas redes!! ;)

Deixe seu comentário